É hora de exercitar o silêncio – Coluna nº 13

A distração pode nos colocar em enrascadas ou situações,no mínimo, tidas como “pagar mico”. Numa destas minhas, que há tempos não fazia, desci esbaforida uns lances de escada, enquanto comia frutas com chocolate derretido, ou melhor, fondue de chocolate, para os mais chiques. Aí, não sei como, em questão de segundos, trombei com um rapaz. … Mais É hora de exercitar o silêncio – Coluna nº 13

Fantasias

No mundo de hoje, vivemos cada vez mais na racionalidade. Não temos muito esta coisa de fantasiar, porque é coisa de criança. Embora, nem as crianças estejam mais gostando de “conto de fadas”.  Mas, expectativas sempre existem e a gente fantasia, vez por outra, mesmo que não queira. É como sintonizar o rádio e, de … Mais Fantasias

Atos e emoções

Às vezes, esquecemos um pouco de nossa humanidade e nos endurecemos para as belezas da vida. Para as pequenas “mágicas” do existir. Para os detalhes, que estão sempre à vista, porém nunca observados. Tudo passa tão depressa e não conseguimos nos atentar ao que importa. Demonstrações de carinho, solidariedade, comprometimento. Tudo isto nos faz bem. … Mais Atos e emoções

Gracias

Talvez eu tenha falado de gratidão, talvez não. Mas, se estiver falando de novo, há sempre tanto a se dizer sobre isto… Gratidão é um daqueles sentimentos sublimes, perdidos pela falta de uso em gente tão endurecida. E ser grato é algo divino. E é por isto mesmo que temos de começar a agradecer mais … Mais Gracias

A dona de todos os nossos dias – Coluna nº 12

Recebi uma sugestão muito bem-vinda. Falar de “alguém” que gostamos e odiamos ao mesmo tempo, só porque “todo dia ela faz tudo sempre iguaaaal”. É… a rotina… Dona Rotina, aliás, por vezes, é massacrante, noutras, confortável, por nos manter numa zona conhecida, sem medos ou sem nos instigar a algo novo.  Controladora e calculista, a … Mais A dona de todos os nossos dias – Coluna nº 12

Um ombro amigo

Existem coisas meio inimagináveis que acontecem na nossa vida. Os gatos ainda me são um grande enigma, apesar de se revelarem mais uma grande história de amor. Daquelas que duram para sempre, porque este amor, eu sei, não termina nunca. No Peru, uma gata me chamou a atenção quando passei na frente da loja onde … Mais Um ombro amigo

Meus ídolos…

Vi uma senhora gritando histericamente “Nadaaaaaaal” na TV. Ela é uma fã sênior do jogador de tênis espanhol. Era engraçado ver como ela se portava e mais interessante, quando chegou diante de seu ídolo e falou algumas palavras em espanhol, dizendo que ele era único para ela. Os olhos brilhavam. Ela estava, realmente, embasbacada pela … Mais Meus ídolos…