O urso acordou

Houve uma época em que eu achava a minha vida uma merda. É, aquela coisa de dias nublados, ou melhor, dia nublado só sob a sua cabeça, iguais aos cartoons que só um personagem “enxaqueca” tem uma nuvem de chuva o acompanhando, enquanto todo mundo aproveita o dia de sol.

Nesta época, todo dia era igual. Sofri por dentro. Era como se o coração fosse para o tanque de lavar roupa e ficasse lá, sendo amassadamente espremido. Minha cabeça doía, porque eu não aguentava mais aquelas lembranças. E estava sofrendo achando que era por alguém. Mas, era por mim mesma. Pelas idiotices que tinha sido capaz de fazer.

Neste mergulho ao fundo do poço, esqueci de tantas outras coisas importantes. Deletei-as. Só pensava naquela nuvem negra sob  a minha cabeça. Até que depois de um tempo caí na real. Tive aquele insight de consciência: “Hello, vamos acordar para a vida, babyyyy!”.

E eu acordei de uma hibernação estranha. Mas, se o urso acorda depois de um longo e tenebroso inverno morrendo de fome e cheio de vontade de ir à luta, foi mais ou menos isto que aconteceu. As idiotices passaram. E os momentos “vida de merda” também.

Descortinou-se um horizonte. E eu, como um urso fêmea, recém-desperto e deveras branco, sorri para o sol. Sorri para a chuva. Para os dias nublados e mandei aquela nuvem que estava à espreita prá PQP. Foi legal. Tadinha, táva ali tão companheira, mas tão cruel. Como aquele amigo da onça que fica a seu lado para sugar sua energia. Credo. Chutei longe.

E, claro, um urso que se preze sempre tem aventuras, alguma coisa que não se espera e que tem que se virar. Mas, como Deus é muito bom, ninguém, nem mesmo o urso, vai ter seus apuros sem a habilidade de se safar. E a gente amadurece, floresce com a Primavera. Curte o Verão, porque outros invernos virão. Para hibernar –  e ser acordado pelos aprendizados da vida – ou apenas dar uma dormidinha providencial, com novos sonhos, novos amores, novos sabores….

Imagem

Anúncios

13 comentários sobre “O urso acordou

  1. Ai, gostei tanto….Muito bom! É assim mesmo que a coisa se processa. Quando a gente acorda,ou sai da caverna, não pesa nada : leves e livres, sem nuvens.

    E a vida é sol. Gostei muito!

  2. Olá, Mônica!!! Conheci os artigos de sua coluna, através de uma pequena, GRANDE NOTÀVEL AMIGA, e confesso que já imprimi diversos artigos e enviei para amigos através de e-mails, disse para uma amiga: ESSA MULHER NOS CONHECE….. rsrsrs Pessoa de muita LUZ e CONHECIMENTO, obrigada por fazer tantas pessoas se sentirem NORMAIS, em um mundo que ANORMAL e ser NORMAL, parabéns querida Mônica. Anatália

    1. Oi querida Anatália! Tudo bem?
      Puxa, que recadinho “fooofooo”! 😀
      Obrigada, minha querida. Quem é sua grande notável amiga? Me fala! kkk
      Agradeço imensamente por você ler os meus textos e por ter passado aqui. Muito gentil de sua parte!
      Seja sempre bem-vinda!
      Beijoca da Cabeça Liberta! 😉

  3. Olá Mônica!!
    Há um bom tempo folheando rápido os jornais de Guarulhos; digo, folheando rápido, pois muitos na minha opinião têm pouco conteúdo e muita publicidade. Há exceções.
    E estas palavras me chamaram atenção: Cabeça Liberta
    Por alguns motivos e juntamente com o título…
    Li e gostei da crônica no jornal Folha Metropolitana.
    Agora todas às quintas-feiras eu leio-o, ou no blog ou no jornal em mãos.
    Lembrei-me de um que você falava do “manuseio do jornal”, algumas pessoas amassam, outras colocam de tapetinho para os animais fazerem às necessidades fisiológicas e dei rs…
    Concordo com você!!
    Às vezes recorto e compartilho; às vezes envio por e-mail para PESSOAS MARAVILHOSAS; às vezes fica parecido com post it da semana rs. Depois junto os que não irei usar e dou para uns amigos no estilo “tapetinho” para os animais, ai rs…
    O jornal acaba se tornando multi utilidade no que diz respeito à principalmente absorver o melhor das palavras em conhecimento e aprendizagem, como pode absorver a urina de um animal, isso é interessante.
    Absorver o bom e absolver descartar outras…
    Transformação interna e externa…
    Parabéns pelas crônicas à percepção e sensibilidade que escreve e muito obrigada por compartilhar.

    Abraço.

    Kelly

    1. Olá Kelly! Obrigada por me prestigiar e pela visita aqui!
      Sim, Cabeça Liberta é algo como “liberdade para dentro da cabeça”, sabe?ha,ha,ha
      Quanto ao jornal, o que importa é que ele tenha mesmo uma utilidade.
      Só não quero saber se eu fui “merdificada” em alguma ocasião! kkkk
      Beijo,

      1. Olá Mônica!
        Ser feliz. Buscar a felicidade para dentro da cabeça e espírito.
        Isso? Rs…
        Com compaixão e de forma altruísta algumas pessoas compartilham. E você é uma delas. A simplicidade torna seus textos excelentes.
        Referente ao jornal, você nunca foi “merdificada”, eu seleciono as matérias que merecem rs…
        beijos

      2. Salve, Kelly!
        Sim, é “mais ou menos isto”.
        Ai, ai, ai, eu fui lembrar agora do “merdificada”! Nem eu me contive! kkk… tive que rachar o bico!
        Obrigada novamente por me poupar da merdificação e também pelo elogio. São sempre bem-vindos, claro!
        Namastê!
        Bj,

  4. Hi, Mônica!!
    Explique-me melhor este mais ou menos?
    Se puder rs…
    Dei gargalhada com o “merdificada”, achei interessante a expressão rs…
    E como outras expressões suas em outros textos eu sinto a liberdade das palavras a forma como elas saem com naturalidade, seja por “elogio” ou “crítica”.
    A impressão da leitura é conversação e diálogo muitas vezes com amigos, conhecidos, com a pessoa que escreve e quem a lê. Num compartilhar. Trocar ideia. E reflexão. Que coisa boa!
    Namastê!
    beijos

    1. Kelly, obrigada!
      A ideia é esta mesmo: conversar com o leitor de uma forma muito próxima, porque, de fato, temos “angústias” parecidas e muita coisa boa também. Portanto, é fundamental compartilharmos conhecimentos e experiências, para podermos extrair o melhor que isto tudo tem!
      Namastê!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s