Pouso em repouso

Quando os sentimentos se aquietam, tudo o que queremos é pousar. Repousar. É um momento de parar e refletir. Ver tudo por cima dos medos, por cima de angústias bobas, que precisam de um fim. É um momento em que a gente conversa consigo mesmo. Sem rodeios, mas com uma visão de realidade, que não convém (e nem pode mais) ser distorcida.

A gente quer pousar num lugar que dê tranquilidade. Que nos deixe imersos em um lençol de esperança, cobrindo onde haveremos de nos deitar. Recostar. Recobrar. A consciência.

É preciso um alento. Um contentamento. Uma reflexão. Uma emoção. Quiçá uma paixão. Para poder dividir o pouso. E o lugar para repousar. E recostar. Recobrando a consciência perdida de tudo o que há de bom. De tudo que é bom amar. De todo amor que se merece. E promete-se. Para sempre.

Imagem

 

Anúncios

2 comentários sobre “Pouso em repouso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s