Um campo novo

Houve um dia em que pensei não saber de nada. Fechei os olhos. Deixei de ouvir. Silenciei. Não lembrei de nada. Mas, por dentro, tanta coisa acontecia, fazendo com que todos os sentidos quisessem aflorar. Ora por raiva. Ora por alegria. Ora só para demonstrar que havia vida pulsando de dentro para fora. De fora para dentro.

Pensei em tudo o que eu sabia. E em quanto era bom saber de tudo aquilo, mesmo o que não era tão bom… E, por dentro, tudo se agigantava de novo, com um suspiro de recomeço. Com um suspiro de virtudes e da esperança de voltar a acreditar que nada é por acaso.

Meu sorriso transbordou pelos poros. Eu quis dizer algo. E disse. Eu quis ouvir. E escutei. Eu quis ver. E vi. Que é preciso um dia por vez. E cada dia com uma nova emoção. Um novo campo a ser cultivado. Um campo nosso. Vigoroso e tão intenso. Amarelo e sempre belo. Namastê! 😀Imagem

 

Anúncios

2 comentários sobre “Um campo novo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s