Desempoeirando…

Quando a gente vai fazer uma faxina, sempre ocorre uma descoberta. Isto acontece não só com a nossa casa, mas com as coisas que temos dentro de nós, com os sentimentos, por vezes, empoeirados.

Em casa, a gente descobre uma roupa que nunca mais usou. Talvez um acessório. Um livro escondido que não se sabe quem deu e há quanto tempo. Porque muitas vezes, a gente compra as coisas e as esquece. Mas, há sempre um momento certo para reencontrá-las. E é neste momento que se descobre se é para ficar com aquilo ou desapegar-se. Ofertar a alguém, a quem terá real serventia.

Os sentimentos, por vezes, também se empoeiram. Ficam numa estante à espera que a gente os descubra. Redescubra. E, em desuso, ficam ali clamando por atenção. Quando a gente se dá conta… ah, como fui te esquecer! E eles voltam e nos acaloram. Para depois acalorar alguém, a quem queremos bem.

E é preciso desempoeirar tanta coisa, que o tempo parece pouco. Mas, quando nos engajamos, tudo é possível, trazendo-nos descobertas, nas quais a gente se redescobre. E tira a poeira de nós mesmos. Para acontecer tudo o que está escrito. No tempo certo. No tempo que não para de dizer-nos: “descubra-te a ti mesmo”. Descubra-se da poeira e recubra-se de amor. Por favor.

Imagem

Anúncios

2 comentários sobre “Desempoeirando…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s