Pela janela

Olhei pela janela buscando encontrar alguém. Quem sabe o meu próprio reflexo? Pensei um pouco neste encontro. Tive um pouco de medo, mas no instante seguinte ele passou.

Olhei pela janela buscando inspiração e uma resposta para uma indagação crescente, que parecia um fantasma.

Olhei pela janela buscando o que havia perdido, num passado não tão distante, mas que parecia tão presente.

Olhei pela janela buscando a vida vivida, os momentos perdidos. Mas, não havia nada mais do que folhas secas no chão.

Olhei pela janela buscando conclusões, mas elas estavam tão longe de mim, que eu não podia vê-las. Talvez se eu levantasse o vidro…. Passados alguns minutos, assim o fiz. O vento me trouxe a brisa da consciência. Vislumbrei o horizonte. Debrucei-me no parapeito e reconfortei minhas dúvidas, com a certeza de que havia mais vida do que morte. Mais amor do que dor. Mais presente que passado. Mais presença do que ausência. Mais janelas. Abertas. Para (e pela) esperança.Imagem

Anúncios

4 comentários sobre “Pela janela

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s