Automaticamente

Liguei o piloto automático. Não imaginei que tivesse um tão eficiente para me tirar da órbrita que não convém. Não senti os solavancos das tristezas e das decepções. Não senti as emoções rotineiras. Não senti nada além do nada, que até então parecia muito. Liguei o piloto automático. Não queria dar respostas para as perguntas … Mais Automaticamente

No descompasso

Muita coisa mudou. O tempo passou tão depressa… E nada parece estar do jeito certo, do jeito sonhado. Há uma insatisfação coletiva, como se tudo tivesse de ser perfeito. Que perfeição é esta, que urge e que imprime o descompasso todo o tempo? O descompasso está diante dos olhos, nas coisas efêmeras e nas que … Mais No descompasso

Gente que tem histórias – Coluna nº 43

Lembranças são necessárias. Não todas, é verdade. Há algumas que mais vale esquecer. E outras que faz bem lembrar. Elas fazem parte da vida, portanto, não dá para jogar tudo fora, limando o passado como se não tivesse havido histórias e tampouco personagens.E há personagens por todos os cantos, que nos sorriem e nos descortinam … Mais Gente que tem histórias – Coluna nº 43

Mais dosagem

Temos testemunhado muitos episódios ruins ultimamente. Temos assistido, quase todos os dias, a dissabores. O mundo está uma tragédia, é verdade. Cada dia uma surpresa nefasta que parece testar a manutenção da esperança que cultivamos dentro de nós. Há falta de paciência. Grosseria demasiada. E de todo mal um pouco, com um embrutecimento coletivo. Ah, … Mais Mais dosagem

Parado

O improvável sentou-se como mera perspectiva frustrante. O impossível cogitou-se. Mas, não iria mesmo ocorrer. O possível demonstrou-se, sem trazer nada de novo. E tudo continuou às avessas, com sonhos intermináveis. Expectativas. E o inalcansável roubando o presente, inescrupulosamente. A história não se desenrolou, como o fio da meada. Parou, sem rumo. Desatinando. Desafinando a … Mais Parado

Ferida

Me feri casualmente. E doeu tanto… Pois era uma dor inesperada. Mas já me feri, brincando com o destino. E doeu mais ainda. Pois era uma dor esperada. O esperado e o inesperado convivem no dia a dia. Às vezes, não são notados como deveriam. Mas, estão ali, policiando cada ato, na espreita de agir. … Mais Ferida

Nada sério…

A vida tem muitas seriedades, nem sempre convictas. Não quero nada sério. Quero é que me levem a sério. Que escutem minha voz. Que leiam meus pensamentos. Que entendam meus sentimentos. Que não me façam exigências. Não quero nada sério. Quero é que me levem a sério. Que sorrisos sejam intensos e mais frequentes que … Mais Nada sério…