Estilhaços

Encontrei um coração em pedaços. Eram estilhaços do que havia sido.
Sem ruído, ruiu-se.
Sem medo, acabou-se.
Sem rancor, sem amor.
Sem deixar-se. Renovar-se.
Sem sonhos. Pesadelos.
Sem sorrisos. Desesperos.
Havia estilhaços por todos os lados. Lados distantes. Figuras ausentes.
Pedaços agora imprestáveis depois de atingir um alvo desconhecido.
Um alvo vil.
Retomei a consciência adormecida com o quebra-quebra.
O alvo tinha sido atingido. Bem no meio. Bem no meio do vazio.
Um vazio que era eu. Um alvo que era meu. E que se estilhaçou dentro de mim, num martírio sem fim.

target 1

Anúncios

4 comentários sobre “Estilhaços

  1. “”Quando uma tarefa requer força além da minha capacidade, eu preciso me relembrar do poder que há dentro de mim. Se volto atrás e penso em todas as vezes que fui bem-sucedido, independente dos obstáculos que enfrentei, isso ajudará a fortalecer minhas habilidades e minha fé em mim. Então, conseguirei enfrentar qualquer desafio com entusiasmo renovado sabendo que posso vencê-lo.”

    Brahma Kumaris

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s