Retomando o prumo – Coluna nº 45

Volteeeei!!! Senti saudade, confesso! Férias são tão boas, mas como tudo ultimamente, parecem que passam tão rápido… Quando a gente começa a se acostumar, acabam! E o tempo continua implacável, como os quilos que ganhei neste período de ócio… Aaah, fazer dieta nas férias é massacrante! Voltar à rotina nos ajuda a colocar tudo no prumo de novo, com horários e a disciplina esquecida – talvez providencialmente. Vai demorar alguns dias ainda para retornar ao “fuso” da realidade, mas faz parte acostumar-se ao “costume”.

Recentemente, vi enfeites de Natal, panettones lotando as prateleiras dos supermercados e um Noel gigante sendo montado em um shopping. Já estamos na reta final do ano e tudo tem passado tão rápido… Lembro-me dos meus desejos do fim de 2012. Não consegui realiza-los até então e, nesta altura do campeonato, enxergo poucas possibilidades de fazê-lo. Faltou empenho, é verdade. E planejamento. A gente acha que vai ter tempo, mas no fim, com esta história de deixar tudo para “depois”, esta protelação passa a ser inclemente e cruel. Acaba nos mostrando que perdemos a perseverança no meio do caminho ou mesmo no começo. Esquecemos das promessas íntimas, logo que alguns percalços aparecem. Esquecemos dos comprometimentos, pensando que haverá solução num tempo futuro. Uma ou várias outras oportunidades. E quem é que sabe se haverá próximas oportunidades? Enquanto isto, o tempo não para e nos mostra que sem determinação fica tudo mais difícil.

Ah, mas não voltei para dar sermão, nem em mim e nem em você! Afinal, estou feliz pelo nosso reencontro. Sentir saudade é bom e os encontros voltam a aquecer os corações com as emoções de outrora, com os bons sentimentos, sob uma luz divina a nos iluminar, trazendo um bocado de alegria!

E o ano está acabando… Daqui a pouco todo mundo se sente um pouco mais feliz com a primeira parcela do 13º (eu sei, fala sério!). Quanta coisa passou!!!! Para alguns pode ter sido um ano bom. Para outros, ótimo. Para mais alguns, razoável. Mas o importante é ter vivido tudo isto, independentemente do que seja. Aprendemos a todo o momento, quando também enxergamos esta possibilidade, vislumbrando um crescimento pessoal. Não há sofrimento sem motivo. Não há alegria que não seja ainda mais recompensada. Não há festa sem celebração. Não há perdas, sem ganhos.

Aproveitemos, portanto, o tempo que temos hoje e o resto do ano que nos espera. Celebremos as férias e os retornos. Porque a vida tem disto. E isto tudo é muito bom! Namastê!

 071113 cabeca_charge

Anúncios

6 comentários sobre “Retomando o prumo – Coluna nº 45

  1. Oba! ela voltou! Já tava com saudade das idéias kikutianas no jornal.
    Adorei o texto de hoje, embora seja suspeita a falar, adoro tudo que escreve! rs
    Legal esse ano ter conhecido a “cabeça liberta”..
    Beijo grande!

  2. Bom dia Engenheira das palavras.

    Adoro a engenharia das letras, que permitem o uso de palavras paralelas à uma idéia.

    Fio de prumo. Instrumento inventado pelos astrônomos do Egito Antigo cerca de 3000 a. C. Foi usado para a construção das pirâmides de Gizé. Os egípcios procuravam a estrela polar, que lhes indicava a direção do norte e lhes permitia traçar a linha que apontava do céu e que era projetada no solo através do uso do fio de prumo.

    Quando menino eu via meu pai levantando paredes e o encanto por este trabalho, me fez tomar um gosto especial pelas ferramentas utilizadas, o Prumo, o Esquadro, a Régua e a chamada Colher de Pedreiro.

    Engenheira Mônica, você constrói seus textos com rara habilidade, tal qual, uma edificação correta, alinhada, precisa em sua forma, estética e Aprumação.

    Beijos do seu leitor aprendiz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s