Saudade?

A saudade adormeceu ao meu lado.

Talvez tenha sonhado.

Levantou-se, sem descanso.

Continuou a companhia.

Era noite ou dia.

 

Já era conhecida

Das lidas aborrecidas,

Das coisas que não se esquece.

Talvez me enobrece.

 

E não adianta apagá-la,

Tentar mensurá-la.

Onde está não se mata.

Onde está se avizinha.

 

De tudo que é muito

De tudo que não passa.

Porque é preciso vivê-la

para apaziguar, mantê-la.

 

M. Kikuti

Imagem

 

 

 

Anúncios

4 comentários sobre “Saudade?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s