Filtrando

Houve um dia em que senti que faltava algo. Ânimo, talvez, e uma saudade das coisas palpáveis. Do que foi e que agora não é. Tive vontade de várias coisas. Queria explodir. Nascer de novo. Sumir. Retornar à superfície depois de enfrentar o lodo das provações, com uma história nova. Reescrita. Ressurgida, literalmente, das profundezas. … Mais Filtrando

Por gratidão e não obrigação – Coluna nº 59

Quando a gente é criança, há aquela vontade de crescer logo, desbravar o mundo de gente grande. E no meio desta ansiedade sempre aparece alguém para cortar o barato: “Curta esta fase porque o tempo não volta mais”. Aquilo soava como um conselho chato, embora fosse quase uma sentença.  Lembro-me da minha mãe falando que … Mais Por gratidão e não obrigação – Coluna nº 59

Uma gatinha

Lembro quando te vi pela primeira vez. Sua pinta preta do lado da boca cunhou o seu nome. Um charme todo seu. E hoje reparei que seu bigode branco é gigante. Talvez maior do que eu pensava. Você cresceu. Não é mais uma gatinha indefesa. É um gatona. Meio teen, mas é. Enquanto a Juju … Mais Uma gatinha

Queimando (enésima tentativa de publicar este post)

O calor aumentava as angústias do tempo desperdiçado em vão, como o suor que escorria sem que houvesse tempo de aplacá-lo. Era o ápice daquele inferno que se instalava implacável, deitando nas chamas as desilusões nunca sonhadas. O coração batia depressa. O fôlego ia se perdendo diante de um sacrifício após outro. Respire. Ninguém sabia … Mais Queimando (enésima tentativa de publicar este post)

Algo, algum…

Houve dias sem nada, em que o vazio se agigantava diante da sorte sem novos acontecimentos. Era todo dia a mesma coisa. A mesma labuta injusta. As mesmas frases conhecidas e repetidas como se fossem o papagaio da vizinha. Até que algo aconteceu. Algo desconhecido, embora esperado. O sol brilhou mais forte onde havia trevas. … Mais Algo, algum…