O amor infinito – Coluna nº 71

Houve um dia em que senti um vazio, até então imperceptível. Um vazio destes doloridos que podem chegar sem aviso prévio, como tantas das coisas impactantes que temos na vida e transformam nossa percepção dos mais nobres sentimentos. Era o primeiro dia em que cheguei à casa dos meus pais e a minha mãe não estava. Diferentemente de todas as outras vezes – em que ela poderia estar viajando ou apenas dormindo – ela estava no hospital e não veio me receber. A casa parecia imensa com aquela ausência e, dentro de mim, se abria um buraco de saudade, daquela vontade de apenas dar o meu beijo de boa noite e a saudação que toda a vida foi recíproca entre nós: “Durma com Deus e sonhe com os anjos”.
Naquela noite mal pude dormir. Mãe faz muita falta! É como o bolo sem fermento. O perfume sem cheiro. O arroz sem feijão. A voz que vira silêncio. A memória que não lembra.
E, às vezes, a gente briga com elas por tão pouca coisa… Irritamo-nos com o jeito original e único que elas têm como se houvesse a premente necessidade de mudança. E talvez seja justamente este jeitinho que dá a identidade na nossa mãe e que também nos imprime um pouco da nossa.
Mãe é o amor infinito, o carinho intocável, a mão segura, o riacho onde a gente nada sem o risco de se afogar. Como eu já disse uma vez: mãe é o substantivo, o adjetivo, o vocativo. É o elo que nos liga ao mundo. É o mundo que temos diante de nós. E um mundo que não nos oprime, mas nos comprime em abraços demorados, em beijos estalados, em sorrisos intermináveis e um orgulho desmedido, mesmo quando não merecemos.
Abrace a tua mãe. Dê-lhe a mão e todo carinho. Se já não a tiver consigo, admire uma foto. E emane àquele retrato seus mais nobres sentimentos. Porque este é o grande legado que todas elas nos deixam: o do amor sublime, sem limites. Seja no céu ou na terra. A todas a minha oração. E devoção. Amém.

M. KIKUTI

Imagem

Garça mãe e garça filhote!

Anúncios

9 comentários sobre “O amor infinito – Coluna nº 71

  1. Olá, querida e ESPECIAL Mônica!!!Boa noite!
    Em um comentário (Coração que pulsa…) anterior, perguntei sobre sua “mamãe” e você como sempre doce, me respondeu, mas não respondeu sobre sua “mamãe”, fiquei intrigada, mas pensei que você não queria falar sobre…. Como já escrevi outras vezes e penso: há momentos que as palavras se fazem desnecessárias…. Não existem palavras que possam suprir o “vazio” que sentimos e só quem viveu e amou verdadeiramente, sabe do que estamos falando e sentindo Como já dividi com você sobre minha história: tive dois filhos e ha nove anos o meu anjo Thais partiu, e todas as datas comemorativas são difícieis… por mais forte que sejamos, bate um vazio, e como diz outra grande amiga: aprendemos a conviver com a dor, e assim como escrevi para outras especiais amigas que vivem a mesma situação que você, no domingo: ” A SEPARAÇÃO NÃO EXISTE, POIS O AMOR NOS UNIRÁ SEMPRE, SEMPRE” Acredite doce e querida Amiga, que tantas vezes, assim como hoje me emocionou com seus artigos, QUE BOM TERMOS VOCÊ AQUI. E quantos anjos que estão no andar de cima, te protegem e se orgulham de você. Beijo ESPECIAL de Deus em seu lindo coração, conte com minha compaixão, minha amizade e amor fraterno, Anatália

    1. Anatália! Bom te ver por aqui de novo! Muito obrigada pelo carinho, viu?
      Vamos nos conhecer um dia. Que tal?
      Minha mãe está cada vez melhor, com a graça de Deus. Está se recuperando bem e já já estará com a “corda toda”.
      Lindo o teu comentário. Agradeço imensamente mesmo por ter entre meus leitores pessoas tão especiais como você. Não é pieguice não. É verdade! E me orgulho muito de atrair pessoas especiais, que trazem encantos diferentes todos os dias. Muito obrigada!
      Que você tenha uma ótima semana e que Deus te dê em dobro tudo o que me desejas de bom!
      Beijo na mão,

  2. corrigindo o nome do texto que deixei comentário é : “Um coração que só bate na pulsação” de 30/04/2014

  3. Olá. querida e doce Mônica!!! Pessoas ESPECIAIS atraem energia parecida, você melhor que ninguém sabe disso e temos que agradecer todos os dias, por existir pessoas especiais como você, em um Universo onde a maldade humana está cada vez mais acentuada . Fico MUITO FELIZ pelas boas notícias sobre ” mamma”, rsrsrs Claro que adorarei te abraçar pessoalmente, me avise quando você fôr participar de algum evento público, estou em Guarulhos/SP e Deus faz preparar este encontro. Muitos beijos coloridos para todos os seus dias, tenho certeza que você sabe colorir, se dia lhe parecer nublado. Com imenso carinho e admiração , Anatália

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s