Lamparinas

A lua está cheia.

E o coração também.

Há quem sinta saudade.

Há quem não saiba o que sentir.

No escuro, os bons sonhos reluzem.

São como lamparinas de desejos.

Flutuando no ar.

E eu vejo o vento soprar.

Levar.

Lamparinas pro ar.

No céu, elas são parte do infinito.

Daquele, meu particular.

Infinitamente brilhando.

Em todo lugar.

Levo embora as lamparinas.

Levo tudo no peito.

Levo no céu.

Levo no ar.

Levo para a lua.

Levo pro luar.

M. KIKUTI

lanterns

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s