Eu te digo

Eu te digo que te aceito como tu és. E como tu sejas. Que não te percas de mim. E que eu não fuja de ti. Eu te digo que aceito o que me das, sabendo que é verdadeiro. Sabendo que é o melhor que podes oferecer. E é o melhor que eu possa receber. … Mais Eu te digo

Esperei…

Esperei ao lado da porta, com as costas na parede. Esperei o coração desacelerar e a coragem chegar. Olhei no relógio, impaciente. Atrasada, como sempre. Ela nunca apareceu de imediato, mesmo quando tive que implorar. Visualizei tantos sonhos disfarçados, tantos sentimentos que não eram mais do que fragmentos esquecidos num recôndito distante. Tive medo de … Mais Esperei…

Perdeu a viagem

O amor não chegou no dia em que eu marquei no calendário. Perdeu a viagem, perdeu o caminho. O amor não chegou quando eu pedi. Se fingiu de morto. E depois morreu de verdade. O amor não chegou no dia em que eu fiz figa, promessa, simpatia. Perdi aposta, perdi até o que não tinha. … Mais Perdeu a viagem

Ternura

Ternura não é aperto de mão. Não é correnteza que leva para o outro lado ou faz perder-se para sempre. Não lembro do teu nome, mas sinto o teu cheiro. Ternura não é garrafa aberta, panela sem tampa, vapor. No teu olhar vejo a consciência perdida, mas desejos cristalizados na pupila que brilha. Ternura é … Mais Ternura

Suspiro

A porta vermelha estava entreaberta. Havia ali uma esperança. Havia uma chama que teimava em não apagar. Pela fresta enxergava um mundo novo. Uma luz de girassol. Folhas amarelas para cultivar. Nada para desfolhar. Havia uma voz de tom forte. Frases ritmadas naquela esperança acesa e precedida de todas as coisas que se sente. O … Mais Suspiro