Meta-se

13_150716_FOTO

Subitamente me lembrei das tais “metas para 2016”. Foi uma coisa que veio do nada, tipo um insight. Sem querer, me dei conta de que minha listinha estava ficando para a posteridade como já aconteceu outras vezes.

Tudo bem. Pode ter sido um aviso do subconsciente; afinal, ainda há tempo antes do fim do ano, não é? É e não é.

O tempo passa rápido. Já estamos no meio de julho. E já já é Natal. Passa assim: num estalo de dedos. Parece que cada vez a gente vive menos, que se trabalha mais, que se come muito, que se bebe muito e que só se ganha caloria. E daqui a pouco já é verão de novo e todo mundo quer ficar magro. Ai, como este ciclo enche o saco… Mas a gente tem chance de pular fora dele, de tomar outra atitude.

As “metas do Ano Novo” são mais ou menos isto: nos provocam para darmos um rumo às nossas atitudes. E, embora a gente descubra cedo ou tarde que deveria fazer isto ou aquilo, é importante descobrir se isto tudo faz sentido. A vida da gente também vive mudando. O que era primordial no começo do ano pode muito bem já não ser mais.

E mais importante que ter metas é meter-se com a cara e a coragem para fazer as coisas que realmente importam. É deixar o medo de lado, arriscar, seguir a intuição.

Meta-se onde seja ou sinta-se chamado. E este chamado tem que vir de dentro de você mesmo. Sem burburinho alheio, sem intromissão. Porque só compete a nós saber o que é melhor para a nossa vida.

(ESTE TEXTO INTEGRA A COLUNA EMPÍRICA&CRÔNICA PUBLICADA ÀS SEXTAS-FEIRAS, NA FANPAGE GUARULHOS TEM, DA PREFEITURA DE GUARULHOS)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s