Desavisada

Recomecei, acordando dos meus pesadelos. Fui tecendo sonhos, juntando meus pedaços. Despedacei algumas coisas, que devem morrer como todos nós. A lua lá fora agora me olha desavisada. Não sabe como foi meu dia. Não sabe como irei dormir, com meus vazios tocando o colchão. As estrelas já brilharam mais… E hoje tudo é fosco. … Mais Desavisada

Se fosse o fim

Tenho visto de tudo, mesmo na superfície. Absorvo energias e minhas crenças se agigantam. De nada adianta querer me escutar, quando eu não balbucio mais nada. Eu tenho minha comunicação sagrada. Coisas de meu infinito particular. Não preciso gesticular. Eu falo com o olhar. Eu falo quando sorrio ou quando contorço minha face. Eu me … Mais Se fosse o fim

Cansei de degolar-me todos os dias

Embriaguei-me para ir e poder ficar. Afundei-me na areia movediça. As luzes ficaram distantes. Não havia distância entre o nada e eu. Estávamos juntos, condenados ao imponderável. Cantei meus versos, inventei minhas músicas. Acenei para o desconhecido; à beira do precipício. Há quem me enxergue no escuro. Quem me leia e acredite que estou caindo … Mais Cansei de degolar-me todos os dias

Sobre as cinzas

Praticamente,  esqueci de muitas coisas. Algumas lembranças são nefastas, é verdade. Não tenho fotografias. Não quero mais esboços. Nas músicas, a melodia me embala. E eu queria dormir. Sonhar e lembrar de cada sonho… que eu esqueço. Não tenho tido muita paciência com estas coisas todas. Não de sonhos. Mas de realidade. Os personagens que … Mais Sobre as cinzas

Substituidamente

Sem querer, destruí uma obra. Talvez 2 mil palavras jogadas ao esquecimento da minha mente e ao infortúnio de um clique. Eu não sou mais a mesma… Substitui o arquivo existente por outra coisa. Ignorei aquela sábia pergunta que antecede a destruição. Eu nunca dei destas… E sempre tem a primeira vez. Tomei consciência e … Mais Substituidamente

Matriz imperfeita

Olho para as imagens. Ela e ele. Ele e ela. Elas estão por toda parte. Sinto saudade. Desde a voz até as nossas semelhanças mais incríveis. A genética nos presenteou ou desgraçou-nos. Basta um olhar. Venho de uma matriz imperfeita. Busco uma consolidação de ser o que sou. Imperfeitamente. E todo momento estou inconsolidada. E … Mais Matriz imperfeita

Me embarque

Mexo a espuma do leite com as raspas de chocolate. Na xícara, tudo se transforma. Tudo se aquece. Por dentro, meus medos arrefecem. Já não penso neles.   Nos arredores, uma série de conveniências. Uma série de pessoas; pessoas em série. Na contramão, um sorriso. Um papel azul escuro. Um vermelho paixão.   Não reconheci … Mais Me embarque